[SPOILER] Dica de filme: Com amor, Simon

19:36

Lançado em março de 2018, o filme Com amor, Simon conta com a direção de Greg Berlanti, que tem participação em grandes projetos como The Flash (produtor), Legends of Tomorrow (um dos criadores), Supergirl (produtor) e Arrow (produtor). Em seu elenco, traz nomes como Nick Robinson (A Quinta Onda), Keiynan Lonsdale (The Flash), Katherine Langford (13 Reasons Why), Jorge Lendeborg Jr. (Homem-Aranha: De Volta ao Lar e Alexandra Shipp (X-Men: Apocalipse),

Felizmente, hoje em dia a indústria audiovisual vem desenvolvendo trabalhos que contribuem com a representatividade. É algo que vem ocorrendo pouco a pouco e espero que em alguns anos, deixe ainda mais de ser um tabu, não só nesse meio.O que dizer desse filme? Eu gostaria de ter a maravilhosa capacidade de falar de Com amor, Simon de maneira totalmente parcial. No entanto, já aviso que terei que falhar miseravelmente nessa de ser parcial no post de hoje. É, precisamos falar desse filme e talvez de uma forma que envolva spoiler,  já peço perdão antecipado e não garanto nada.



Quando eu vi o trailer, não imaginei que seria um filme que iria me levar de volta para alguns momentos da minha vida. Além disso, me fez pensar mais ainda o quão ainda é difícil essa questão de homossexualidade, entre outros assuntos, que são infelizmente tratados como "tabus" pela sociedade. Só que depois volto nesses assuntos. Vamos falar sobre o contexto do filme?

Simon, aparentemente tem a vida perfeita dos jovens de sua idade (dos filmes, claro, pfv né), mas ele tem um grande segredo e o personagem mostra o quanto pode ser sufocante não ser você mesmo, especialmente perto das pessoas que mais ama. Ele gosta de homens. Ele tem medo do que pode acontecer se as pessoas souberem. É, ninguém sabe. No entanto, no meio dessa sensação de estar sozinho e confuso, alguém surge desabafando sobre estar na mesma situação em um blog dos alunos de sua escola, geralmente com postagens anônimas delatando outras pessoas.

Ele começa a trocar e-mails de uma forma anônimo com Blue, o autor do desabafo. Infelizmente, a forma pela qual as pessoas descobrem seu segredo não é nada planejada e ainda mais, é por outra pessoa e de um jeito nem um pouco sutil.  Ao ser chantageado por seu colega de teatro, uma hora essa bomba estoura e a escola toda fica sabendo. É neste momento que o protagonista vê o seu mundo desabar completamente. No entanto, como estamos acostumados a ver nos filmes, acabamos descobrindo quem é o Blue (esse spoiler vou guardar) e as coisas também acabam voltando aos eixos.


Agora que você já sabe mais ou menos sobre o que é o filme, vou falar um pouco da razão de ter mexido comigo. Nas horas que Simon chorou, que se viu perdido, sozinho e também na cena maravilhosa de imaginarem como seria se fosse necessário se assumir hétero para a sua família, me remeteu a momentos que já li, vivi e ouvi. Vi um pouco dos meus amigos e das pessoas das quais já ouvi e li relatos nesses momentos. Imaginei quantas pessoas já sofreram e ainda sofrem por isso? Não só psicologicamente, mas também fisicamente. É algo a se pensar e filmes como Com amor, Simon levantam essa questão, do direito de ser quem é sem tanta dor, tantos julgamentos e com mais compreensão.

Nick Robinson dá vida ao Simon de uma forma bonita, trazendo naturalidade. Fora isso, nenhum personagem é o super perfeito, totalmente sem falhas, o que só reforça a naturalidade de diversas situações no filme. Recomendo pela história, pelo aprendizado e pelas risadas.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.