O vazio assusta

Se alguma coisa acontecer, eu vou ficar bem, se for boa ou se for ruim, tanto faz, o que me preocupa mesmo é o nada, é o vazio. Se nada acontecer aí sim estarei na merda. O vazio sim é penoso, assustador e incomodo. Vazio que preenche os olhos ao nos encararmos no espelho, que tira a graça das coisas e o conforto de nos sentirmos em paz com um abraço. Meu ponto fraco é este, sei que o seu também é. Fujo não só de olhar para alguém e não sentir nada, mas me olhar e não sentir nada, nem mesmo tristeza. Fujo de deixar de sorrir só para ninguém perguntar algo, afinal, sempre odiei explicações sentimentais. Se sempre fugi do mais ou menos, como acabei assim? Nos bares e nos cafés, lendo Bukowski para sentir que algo ainda faz sentido em tudo isso. Não é puro desalento, não me leve a mal, só quero estar em paz. Como já disse antes, acho que é o que todo mundo quer, até mesmo quando outras prioridades aparecem na frente, no fundo só queremos um pouco de paz. Ah, que saudade dessa paz de saber que algo ainda está por vir, que não estamos simplesmente parados, presos ao previsível. Sinceramente, algo ainda me salva, é justamente ainda poder pensar que as vezes o problema está mais em nossas mentes, do que em nossas vidas. Por mais que seja difícil de acreditar e de lidar com isso, em certas situações, não somos o problema, não estamos com problema, mas somos simplesmente quem o criou.

You May Also Like

0 comentários