23/01/2015

Cá entre nós... Quero um amor!


É segredo, conta pra ninguém não, mas... Eu quero um amor. Quero viver algo diferente, real, intenso e puro. Uma vida diferente, que esteja disposta a saber cair e levantar ao meu lado. Quero um só, é pedir muito? Quero viver isso. Meu desejo é ter um tão verdadeiro, que chega a tirar o fôlego. Quero um amorzinho bonitinho não, cheio de ‘mimimi’, quero mesmo é rolar de rir, consolar quando houver choro e se Deus quiser ter paciência quando tiver briga. É tão gostoso de pensar, dizem que dói muito também, dessa parte eu já sei. As pessoas falam demais, acham que sabem demais, mas se levarmos tudo isso a ferro e fogo, o que acontece? Não quero nem saber. Pode ser de verão, de inverno, primavera, outono, tanto faz. Quem sabe de janeiro a janeiro ou de agosto a dezembro, só quero que seja de verdade, não importa o quanto dure. Só que não tem que ser pra sempre? Sei lá, vai saber! Todo mundo diz tanta coisa sobre amor, eu só quero um de verdade mesmo, quero um riso para juntar ao meu, uma conversa para se enrolar na minha, brigas para resolver, beijos para dar, quero coisas desse tipo, o resto nós resolvemos depois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário