03/06/2015

As vezes nós realmente vamos embora

Foi meio louco tudo o que aconteceu. Acredite, passei tempo demais pensando em como seria esse dia, imaginei várias frases que poderia dizer, algumas mais infantis e dramáticas do que eu realmente  seria capaz de expressar.  Culpa da tequila talvez, uns rabiscos e uma mistura de tantas coisas que não consigo mais lembrar. Essa é a questão: lembrar. Como não posso mais lembrar de tantas coisas? Olha... Sinceramente? Sou fã dessas voltas que o mundo dá,  em um momento (alguns anos, talvez) a gente fica tentando superar algo, um dia de repente, é como se isso não tivesse acontecido. Não sobram cicatrizes, no máximo, só sobra a força que você ganhou. Difícil acreditar, mas acontece. Ninguém fica na merda sempre por algo. Dizem que nunca é tarde demais, mas desculpa te falar isso, as vezes é sim. Você pode voltar atrás e dar um show, escrever um puta texto, pedir todas as desculpas do mundo, que mesmo assim, com tudo isso, a pessoa pode não sentir absolutamente nada. As vezes nós realmente vamos embora. Batemos o pé, choramos e fechamos a porta com força, passamos dias pensando em como seria se tudo fosse diferente, mas não é. Até que uma hora aquilo passa. Parece o fim do mundo, mas passa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário