Escrever para lembrar

Hoje escrevi para lembrar de você, descrever teu jeito e manias, defeitos e qualidades, sorrisos frouxos e toda sua calmaria. Só queria lembrar por alguns instantes, para depois esquecer. De repente, quis um pouco de você, mas apenas uma pequena dose para não trazer todo o mal da saudade de volta. Certo dia, eu li que escrever é esquecer, mas pelo menos para mim, escrever sempre será lembrar. Sempre será se embalar com os sentimentos, experiências e com a imaginação. Te trará dor, alívio, raiva, saudade ou alegria, mas incrível mesmo, é quando uma única folha de papel contém tudo isso e é exatamente o que acontece com você. Me pego nesse dilema se te deixo no papel amassado na gaveta ou se jogo fora, porque tudo de você está ali. Sim, ali, não em mim, quem vai saber? Engraçado mesmo é que quando me remeto a esse assunto, o texto fica incompleto, sem conclusão, eu tinha mais coisas para dizer, mas esqueci...

You May Also Like

0 comentários