Pela última vez

Teus olhos não brilham mais como antes, só que mesmo assim ainda quero observá-los enquanto você fica tentando desviá-los de mim. Logo voltarei para casa, mas sem você, sem suas coisas lá. Sem nenhum presente seu na prateleira e nenhuma camisa com seu cheiro na cama. Só que mesmo assim, pela última vez, quero sentir seu abraço. Eu sei que tentarei lembrar sempre da sensação de conforto que ele sempre me trouxe desde o dia em que te conheci. Não esqueço bons abraços e muito menos sorrisos. Será que você vai se lembrar do jeito que eu te olhava quando você sorria? 

Pela última vez quero ouvir que você sentiu frio na barriga antes de eu chegar, observar sua falta de jeito para se expressar, rir com suas danças e com teu jeito de mexer as mãos enquanto fala. Quero ouvir só mais uma vez sua voz de sono enquanto se esforça para falar mais um pouco comigo de madrugada no telefone, voltar pra falar contigo depois de uma briga e apreciar sua cara de sono cativante domingo de manhã. 

Fico aqui me perguntando tantas coisas, principalmente os motivos de tudo. Será que pelo menos você se lembrará de mim? Talvez , mas só talvez, eu te escreva tudo isso e daqui uns anos não lembre muito sobre você, nos perdemos entre tantas mudanças , mas é indiscutível: sei que fomos algo bom, mesmo que te olhando agora, a realidade pareça ser outra. Mesmo que pareça loucura, te peço enquanto ainda estou aqui... Me deixa ver seu sorriso? Prometo que é só mais um pouco, pela última vez...

You May Also Like

0 comentários